carregando...
06/07/2021

Prefeitura lança edital da 1ª política de atração de filmagens do Brasil

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Spcine, publicou nesta terça-feira, 6 de julho, no Diário Oficial, o primeiro edital do Programa de Atração de Filmagens à Cidade de São Paulo que, por meio de cash rebate, incentivará filmagens nacionais e internacionais na cidade. A ação reembolsará de 20% a 30% do valor gasto por produções que escolham a cidade de São Paulo como locação.

A iniciativa, que já é adotada em 97 governos nacionais e locais no mundo, é a primeira do Brasil – países como Portugal, Colômbia, México, Estados Unidos, além de cidades como Londres, Madrid e Nova York, já utilizam o mecanismo de atração a filmagens. O programa é uma parceria com as Secretarias Municipais de Cultura e de Desenvolvimento Econômico e de Turismo e busca promover internacionalmente a imagem da cidade de São Paulo por meio de produções audiovisuais que retratem a cidade.

O programa é destinado a produções brasileiras e estrangeiras de longas-metragens (live actions ou animações), séries e obras publicitárias internacionais, filmadas total ou parcialmente na cidade. Os projetos contemplados precisam ter um gasto local mínimo de R$ 2 milhões para filmes, séries e obras publicitárias internacionais através de uma produtora local, já no caso de projetos nacionais, o gasto mínimo na cidade é de R$ 1 milhão.

Além do recurso financeiro, o programa também adota políticas de ações afirmativas. “Tendo um caráter desbravador desde a sua gênese, o cash rebate ainda tem um compromisso voltado à sustentabilidade, valorização de profissionais locais e às políticas de ações afirmativas, incentivando com o benefício equipes que tenham em posições de comando pessoas negras, povos originários, mulheres, pessoas com deficiência e pessoas trans”, ratificou a diretora-presidente Viviane Ferreira.

Retorno para a cidade 

O audiovisual é um setor chave para a retomada econômica pós-pandemia e isso se deve ao grande volume de investimentos e empregos que uma produção audiovisual gera. Além disso, conforme estudo da Olsberg-SPI (instituição de referência internacional em pesquisa sobre o setor audiovisual), em média 67% dos custos de uma produção audiovisual são gastos em outros setores econômicos, especialmente em setores extremamente afetados pela pandemia, como hotelaria e alimentação, entre outros.

Portanto, atrair filmagens para a cidade é gerar empregos e investimentos, além é claro, de promover São Paulo nacional e internacionalmente, o que também aumenta o número de turistas. “Dentro do caos mundial estabelecido com a pandemia de Covid-19, a Spcine reforça o compromisso de respeito às produções e suas equipes. Com isso, as produtoras que forem prejudicadas neste período de crise sanitária poderão receber um reembolso extra de até 5% para que o pagamento de salários dos trabalhadores de base não seja afetado. Com segurança e respeito às equipes, seguimos fortalecendo a cadeia produtiva audiovisual neste momento tão delicado para o Brasil e o mundo”.

Inscrições 

O edital do Programa de Atração de Filmagens da Cidade de São Paulo será de fluxo contínuo até o encerramento do recurso disponível. Com o objetivo de proporcionar tempo suficiente para que os interessados leiam todos os pontos do edital e reúnam a documentação necessária, a inscrição será aberta 90 dias após a publicação no Diário Oficial. O prazo de resposta varia de dez a 20 dias úteis – a depender do módulo de inscrição.

Fonte: https://telaviva.com.br/06/07/2021/prefeitura-lanca-edital-da-1a-politica-de-atracao-de-filmagens-do-brasil/