A Agência Nacional do Cinema (ANCINE) e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) publicaram o Edital de Coprodução Mundo, linha de coprodução internacional para cinema e TV. As inscrições serão abertas no dia 6 de fevereiro.

O edital prevê investimento total de R$ 36,8 milhões, divididos em cinema (R$ 18,15 milhões) e televisão (R$ 18,65 milhões). De acordo com a ANCINE, o edital “funcionará na modalidade de fluxo contínuo, e atenderá a projetos cujas produtoras brasileiras sejam minoritárias ou majoritárias”. Serão exigidos contratos de coprodução internacional para todos os projetos e de distribuição, para os projetos de cinema, e de pré-licenciamento, para os projetos de TV.

O edital prevê quatro submodalidades: Cinema A1 (coproduções majoritárias, com 60% dos recursos) e Cinema A2 (coproduções minoritárias, com 40%); e TV B1 (coproduções majoritárias, com 60% dos recursos) e TV B2 (coproduções minoritárias, com 40%).

“O limite de investimento por projeto será de R$ 3 milhões para coproduções majoritárias brasileiras e de R$ 1 milhão para minoritárias. Cada produtora e seu grupo econômico poderão receber até R$ 4 milhões”, afirma a ANCINE.

A ANCINE alerta que é requisito de elegibilidade ao edital a adimplência das empresas proponentes com a agência, o FSA (Fundo Setorial do Audiovisual), o BRDE, “bem como regulares em relação aos Créditos Tributários Federais e ao CEIS – Cadastro Nacional de Empresa Inidôneas e Suspensas, além de outras eventuais exigências de regularidade contidas nos respectivos editais”.

Veja links para:

Edital

FAQ

Manual de Habilitação