A especialista em distribuição Ling Ding fez um panorama sobre o mercado de conteúdo audiovisual infantil na China, na tarde desta quinta-feira, no espaço do Brazilian Content.

De acordo com ela, o segmento cresce em todas as plataformas, mas a TV ainda é a líder de todos os canais no consumo de produções infantis. Os filmes são os produtos mais consumidos, seguidos de animações, séries e shows de variedades.

Ling mostrou também como funciona a monetarização e a distribuição de conteúdos estrangeiros. Segundo ela, as grandes plataformas de distribuição estão dispostas a pagar por conteúdos originais e também se propõem a coproduzir conteúdos não finalizados.

No entanto, produtores que não conseguirem o financiamento podem fazer o upload de suas produções na plataforma PGC. A única exigência é que o conteúdo esteja dublado ou legendado em chinês. A última opção é o canal IGC, em que você publica seu conteúdo e recebe por quantidade de cliques e vizualizações.

Ling lembrou que produtores estrangeiros enfrentam algumas  dificuldades para entrar no mercado chinês. Além de uma censura prévia sobre o conteúdo, o máximo de conteúdo estrangeiro veiculado internamente é de 30% das produções.