Foi realizado ontem, segunda-feira, dia 25 de junho, no Rio de Janeiro, o Encontro do Audiovisual e Mídia entre Beijin e Brasil. Promovido pelo Consulado Geral da China no Rio de Janeiro e pela Administração de Radiodifusão e Televisão de Beijin, o evento contou com a participação de mais de 90 profissionais do segmento audiovisual, entre produtores independentes, distribuidores e agentes do setor do Brasil e na China. BRAVI apoiou a divulgação.

Entre os participantes, o diretor do Departamento de Comunicações do Comitê Municipal de Beijing do Partido Comunista da China, Du Feijin; a vice-cônsul-geral da China no Rio de Janeiro, Xiaoling Chen; o membro da Associação das Emissoras de Rádio e TV do Estado do Rio de Janeiro, Evandro Tiziano; a especialista em regulação da ANCINE, Renata Pelizon; e, representando o Rio2C, a produtora executiva Susana Campos; além de presença de executivos de canais brasileiros como o diretor geral do Canal Brasil, André Saddy, e importantes nomes da produção brasileira independente.

No âmbito do encontro, a BRAVI, representada pelo conselheiro Federal Mário Nakamura, e a Capital Radio & TV Program Producers Association, representada pelo presidente Liu Yanming, assinaram um MOU (Memorando de Entendimento) com intenção de colaboração mútua para aproximação entre os mercados brasileiro e chinês. Representantes de ambos os países destacaram a importância e o interesse na aproximação entre os mercados do Brasil e da China, com vistas ao impulsionamento de cooperação econômica e comercial, além do aprofundamento do intercâmbio interpessoal.

A BRAVI, por meio de seu projeto de exportação Brazilian Content, realizado em parceria com a Apex-Brasil, tem realizado e apoiado uma série de ações com o objetivo de fomentar a realização de negócios entre produtoras brasileiras e o mercado chinês. Neste ano, durante o Rio2C, Apex-Brasil apresentou no espaço do Brazilian Content no evento, o estudo realizado pela Euromonitor sobre o mercado audiovisual da China. O Brazilian Content trouxe ao Rio2C algumas empresas chinesas e promoveu rodadas com seus associados. A próxima atividade será uma missão brasileira na China, para o inicio de 2020.